Blogue

O que é a Compostela e como se obtém?

History of the Camino

O que é a Compostela e como se obtém?

Compartilhar

  • Facebook
  • Twitter
19-03-2020

O que é a Compostela? É a mesmo coisa que a Credencial? E a Compostelana? São muitas as dúvidas que surgem ao peregrino que faz pela primeira vez o Caminho de Santiago. E algumas das mais comuns estão relacionadas com a Compostela: de que se trata, que significado tem, onde a obtenho, o que devo fazer com ela. Hoje tentaremos responder a algumas destas questões para que desfrutes do Caminho sem preocupações.

O que é a Compostela?

Comecemos pelo princípio. A Compostela (também chamada erradamente Compostelana) é o documento que certifica a realização do Caminho de Santiago. A Compostela é atribuída pelas autoridades eclesiásticas e, como tal, é levantada no Gabinete de Atendimento ao Peregrino da Catedral de Santiago.

Este certificado surgiu nos séculos IX e X quando se institucionalizou a peregrinação ao túmulo do Apóstolo. E num primeiro momento eram utilizadas insígnias como a venera ou a concha de vieira. A facilidade com que eram falsificadas obrigou a Igreja a substitui-las no século XIII pelas chamadas cartas probatórias, origem direta da atual Compostela.

O que é a Compostelana?

A Compostelana como tal não existe. Quando ouvires falar da Compostelana, na realidade estão a referir-se à Compostela. Trata-se de um erro muito comum do qual se desconhece a origem e que foi ganhando raízes na cultura popular jubilar. Mas nós, como bons peregrinos, devemos falar com propriedade: o nome correto do documento que certifica a nossa peregrinação é, como já dissemos, a Compostela.

Como se obtém a Compostela?

Para obter a Compostela, o peregrino deve cumprir três requisitos básicos: fazer o Caminho com motivos religiosos ou espirituais, ter percorrido qualquer das Rotas Jubilares durante, pelo menos, 100 km se for a pé ou a cavalo e 200 km se for de bicicleta e provar que percorreu essa distância.

A Credencial do Peregrino é o documento necessário para obter a Compostela

Para provar estes três requisitos, o peregrino deve entregar um documento que muitos confundem com a Compostela: a Credencial do Peregrino. Como já explicámos numa entrada anterior, a Credencial é o documento que prova que somos peregrinos.

De caráter pessoal e intransmissível, a Credencial pode ser obtida nas diferentes Associações dos Amigos do Caminho de Santiago, albergues, freguesias e Confrarias do Apóstolo Santiago. Nela o peregrino deverá reunir os carimbos dos lugares pelos quais vai passando para certificar que fez os quilómetros mínimos exigidos.

Estes carimbos podem ser obtidos em albergues, Associações de Amigos do Caminho, igrejas e noutros lugares como municípios, cafés ou balcões da Correos. Na Credencial podes pôr todos os carimbos que quiseres, embora, e para receber a Compostela, a Catedral de Santiago estabeleça no mínimo a carimbagem da Credencial duas vezes por dia nos últimos 100 km para os peregrinos a pé ou a cavalo e nos últimos 200 km para quem fizer o Caminho de bicicleta.

Onde começar o Caminho de Santiago para conseguir a Compostela

Antes de começarem a andar, muitos peregrinos têm a dúvida: onde começar o Caminho de Santiago para conseguir a Compostela? Vamos tentar ajudar-te.

Se decidires fazê-lo a pé, deverás começar pelo menos em Sarria no caso de te decidires pelo Caminho Francês, em Tui ou A Guarda se fizeres o Português, em Ferrol ou Neda se fizeres o Inglês, em Vilalba se a tua escolha for o Caminho do Norte, em Lugo para o Primitivo e em Ourense se optares pelo Sanabrés ou pela Via da Prata.

Mesmo aqueles que fizerem o Caminho a Fisterra e Muxía ao contrário (ou seja, com a meta em Santiago) poderão receber a Compostela se percorrerem a etapa costeira que une Muxía e Fisterra e completarem o resto da Rota até à capital da Galiza.

Para os bicigrinos, o mínimo está definido em 200 km. Assim, os ciclistas que escolherem o Caminho Francês deverão começar em Ponferrada, o Português em Póvoa do Varzim, o do Norte em Tapia de Casariego e, se a sua escolha for o Primitivo, em Grandas de Salime e para o Sanabrés ou a Via da Prata, desde A Gudiña.

As crianças também podem obter a Compostela?

Claro. Segundo as normas da Catedral, as crianças que fizerem o Caminho de Santiago e que tenham também a Comunhão ou idade suficiente para compreender a natureza espiritual da peregrinação receberão a Compostela.

Se forem demasiado pequenas, a Catedral de Santiago concede um certificado especial com os seus nomes. E no caso dos bebés, os seus nomes são incluídos na Compostela dos pais ou do adulto acompanhante.

 

Para além da Compostela: outros certificados do Caminho de Santiago

Para além da Compostela, existem outros certificados para as pessoas que fizeram o Caminho. Indicamos brevemente quais:

Certificado de distancia del Camino de SantiagoCertificado de Distância. É o único certificado do Caminho de Santiago entregue pela Catedral, para além da Compostela. O Certificado de Distância prova o número de quilómetros percorridos, independentemente do início da peregrinação.

Indica o dia e o ponto de início, os quilómetros, para além do dia da chegada e da Rota de peregrinação. Os peregrinos que tenham feito a sua peregrinação antes também o podem solicitar em certificadodedistancia@catedraldesantiago.es.

 

Fisterrana y MuxianaFisterrana e Muxiana. Os peregrinos que decidam prolongar a sua Rota até Fisterra ou Muxía ou que simplesmente optem por este Caminho também poderão obter um certificado da peregrinação. Para isso deverás continuar a carimbar a tua Credencial de Peregrino até ao destino se houver espaço para isso ou então obter outra.

O mecanismo é igual ao da Compostela: terás de reunir dois carimbos diários para demonstrar a passagem por cada etapa. No Albergue de Fisterra e no próprio posto de Turismo de Muxía emitirão os certificados.

 

Traslatio XacobeaTraslatio Xacobea. É o documento que prova a realização da Traslatio ou Caminho Jubilar marítimo-fluvial, que evoca o percurso realizado pela barca com os restos do Apóstolo ao chegar à costa galega.

A Traslatio Xacobea é entregue pela Fundação Xacobea e pelo Concello de Padrón a todos os tripulantes e embarcações que demonstrem ter realizado esta Rota que parte do porto de San Vicente do Mar em O Grove ou de Ribeira e que chega a terra em Padrón.

 

Pedronía del Camino de SantiagoPedronía. A localidade de Padrón, onde segundo a lenda arribaram os restos do Apóstolo, dispõe de outro certificado: a Pedronía. Para o obter, o peregrino deverá percorrer pelo menos 18 km até Padrón, quer seja desce Santiago ou de qualquer localidade da Ria de Arousa, seguindo a rota marítimo-fluvial.

Além disso, deverá visitar os lugares jubilares mais importantes desta localidade: a igreja paroquial de Santa María de Iria Flavia, antiga Sede Episcopal; a Fonte de El Carmen, representação da Traslatio e do batismo da Rainha Lupa; Santiaguiño do Monte, onde o Apóstolo pregou; e o Pedrão, a pedra na qual foi amarrada a barca que trouxe o Apóstolo desde a Palestina e que se encontra na igreja paroquial de Santiago de Padrón.


Seu endereço de email não será publicado.
Os campos obrigatórios são marcados com *