Blogue

O Caminho de Santiago “reabre” dia 1º de julho

Foreigners on the Camino

O Caminho de Santiago “reabre” dia 1º de julho

Comparte

  • Facebook
  • Twitter

O Caminho de Santiago “reabre” dia 1º de julho. Depois de três meses e meio vazias, as rotas jacobeas voltarão a encher-se de peregrinos que irão dirigir seus passos a Compostela.

O dia 1º de julho é a data marcada pela Catedral de Santiago, Oficina do Peregrino e boa parte dos albergues públicos para abrir suas portas, favorecendo o reinício da peregrinação jacobea.

A decisão foi tomada nesta quarta, 9 de junho, na reunião da comissão organizadora do Xacobeo 2021, na qual participaram a Xunta de Galícia, a Prefeitura de Santiago e o Arcebispado. Depois da crise sanitária que teve origem no surgimento da Covid-19, a comissão considera que se cumprem as condições para garantir a segurança dos peregrinos e das pessoas que oferecem serviços relacionados ao Caminho de Santiago.

Acaba-se assim com a incerteza sobre o possível regresso às Rotas Jacobeas que, contudo, deverá realizar-se com as medidas de segurança sanitária necessárias.

"Todos queremos que os peregrinos possam voltar em breve ao Caminho de Santiago mas a prioridade absoluta é garantir a segurança para os que percorrem a rota, e para os profissionais ou voluntários que estão presentes em seu dia a dia", destacou o conselheiro de Cultura depois da reunião da comissão.



Reabertura de albergues públicos e privados


A rede de albergues públicos que dependem da Xunta de Galicia vai abrir a partir do dia 1º de julho de forma gradual. O número de estabelecimentos e sua capacidade será determinado pela oferta total de vagas que exista em cada prefeitura do Caminho.

O objetivo é garantir uma recepção segura aos peregrinos, oferecendo um número suficiente de vagas entre os albergues públicos e os alojamentos privados que também começam a reabrir. A Xunta de Galicia também anuncia que será assegurada a possibilidade de realizar reservas nos albergues públicos para facilitar o controle da capacidade máxima. Essa reserva será feita, provavelmente, através de um aplicativo móvel que funcionará em breve.

Fora da Galícia, comunidades e prefeituras unem esforços para estar preparados para o mês de julho. A Associação de Municípios do Caminho de Santiago está trabalhando intensamente para garantir o número suficiente de vagas nos albergues municipais e de acolhida. O objetivo não é outro que garantir a recepção segura tão logo os peregrinos voltem ao Caminho.

Os albergues privados seguem o mesmo caminho. Segundo Enrique Valentín, presidente da Rede de Albergues do Caminho de Santiago, 70% dos albergues privados do Caminho Francês abrirão suas portas no mês de julho. E cerca de 90% o farão em agosto. "Os estabelecimentos já estão tomando as medidas de segurança necessárias para garantir a segurança dos peregrinos e hospitaleiros. Alguns albergues estão se adaptando, reduzindo a capacidade máxima, ensinando hospitaleiros sobre a prevenção de contágio da Covid-19 e tomando todas as medidas higiênicas necessárias", explica Enrique Valentín.

Depois desta primeira fase de adaptação, os albergues começarão a abrir suas portas. Sofreram algum atraso somente aqueles albergues que se encontram mais atrasados na evolução da pandemia como é o caso de Castilla y León. "Mas a partir do dia 1º, o caminho de Santiago estará aberto", confirma o presidente da Rede de Albergues.



Medidas extremas para garantir um um "Caminho seguro"



O Caminho de Santiago será mais seguro que nunca. Este é o objetivo de todos os agentes implicados na recuperação das Rotas Jacobeas.

Por isso, o Caminho de Santiago contará com um manual preventivo, uma espécie de protocolo integral que reunirá todas as medidas e recomendações que deverão ser aplicadas nos diferentes serviços e infraestruturas que o peregrino encontra nas Rotas Jacobeas.

O manual foi elaborado em conjunto com o Instituto para a Qualidade Turística Espanhola (lCTE) e contará com a validação das autoridades sanitárias.

Uma parte muito importante deste protocolo são as medidas que deverão ser tomadas pelos albergues para garantir a segurança de hospitaleiros e peregrinos. Neste sentido, a Xunta de Galicia e outras comunidades autônomas já estão oferecendo cursos de formação em segurança higiênico-sanitária dirigidos a trabalhadores de albergues.

Garantir a distância de segurança (2 metros), lavar as mãos de forma correta e frequente e estabelecer uma boa ventilação e desinfecção são outras das principais medidas sobre as quais você que poderá ler mais detalhadamente neste artigo.

As medidas de segurança afetarão também a recepção, na qual será evitado o contato entre hospitaleiro e peregrino. Deverá ser priorizado o registro eletrônico (o hospitaleiro não manipulará o Documento de Identidade ou o Passaporte), assim como a reserva online e o pagamento com cartão. Na hora de carimbar a Credencial, também deverá ser feito de forma muito cuidadosa, realizando uma correta desinfecção e higienização do carimbo.

A capacidade máxima será reduzida, a separação entre camas e beliches deverá ser de 2 metros e será o próprio peregrino quem fará a sua cama com roupa de cama individual. As áreas de uso comum, essenciais no Caminho de Santiago, também contarão com restrições e, em alguns casos como as cozinhas comunitárias, podem ser fechados.

Para guiar corretamente os albergues na adoção destas medidas, a Associação de Municípios do Caminho de Santiago está promovendo uma rede de "albergues seguros". A AMCS vai disponibilizar uma lista dos estabelecimentos participantes, que também receberão assessoramento técnico para adaptar-se e cumprir com os requisitos que foram incluídos em um manual específico.
 

Visitas a Catedral e retirada da Compostela desde julho
 

A Catedral de Santiago também reabrirá suas portas no dia 1º de julho, assim como a Oficina do Peregrino.

As pessoas que decidirem realizar o Caminho de Santiago poderão desde o dia 1º de julho chegar à Santiago e retirar sua Compostela na Oficina do Peregrino, situada na Rua Carretas, respeitando toda uma série de medidas de segurança.

A visita à Catedral também poderá realizar-se a partir de 1º de julho mas a Missa do Peregrino diária seguirá sendo celebrada na igreja de São Francisco devido às obras de manutenção da basílica, que ainda continuam.



Serviços de Correios para o Caminho de Santiago



Correos de España, seguindo as indicações dadas pelo Governo da Espanha, implantou um plano de reabertura e retorno progressivo a atividade habitual depois da suspensão de serviços provocada pela Covid-19. Esta recuperação da atividade será feita cuidando ao máximo as medidas de segurança para proteger trabalhadores e clientes, como você pode ler aqui. .

Os serviços dos Correios para o Caminho de Santiago voltam a estar disponíveis. A contratação do Paq Bicicleta, o Paq Peregrino e o envio de pacotes pode ser realizado em qualquer agência dos Correios.

A contratação do serviço de transporte de mochilas no Caminho de Santiago também está disponível com todas as garantias de segurança.

Recordamos que o Paq Mochila pode ser reservado através de nosso site e o pagamento pode ser feito com cartão de crédito ou PayPal. Desta forma, você poderá planejar melhor a sua Rota e evitar manejar dinheiro e ter contatos desnecessários, tal como recomendam as Administrações Governamentais.

Se você fizer a reserva mas for obrigado a suspender o Caminho, não se preocupe. Você poderá cancelar o serviço sem custo até 24 horas antes. Para isso, terá apenas que enviar um e-mail a paqmochila@correos.com com o nome e o código de reserva e faremos o reembolso.
 

Quando se poderá viajar?
 

Julho é também o mês marcado para se recuperar a mobilidade e poder viajar.

Dentro da Espanha, a livre circulação entre territórios será possível tão logo sejam finalizadas as quatro fases da reabertura. A partir daí, se entrará em um período de “nova normalidade” em que será possível circular de uma província outra e de uma comunidade a outra, mas com todas as medidas de segurança estabelecidas: distância de segurança, uso obrigatório de máscara, lavagem de mãos…

Sobre as viagens e as conexões internacionais, o presidente do Governo da Espanha anunciou a abertura de fronteiras para estrangeiros a partir do mês de julho. No entanto, dada a melhoria dos dados e a evolução da pandemia, as fronteiras com os países Schengen serão abertas em 21 de junho. Haverá uma exceção: Portugal, cujas fronteiras serão reabertas em 1º de julho, conforme estabelecido.

Para o dia 1º de julho, está previsto que sejam abertas as fronteiras com países fora da União Europeia, sempre de forma seletiva, dependendo da sua situação epidemiológica.

A Espanha aguarda Bruxelas fazer uma lista conjunta dos países com os quais essas fronteiras externas podem ser reabertas. Os países incluídos devem atender a três requisitos: sua situação epidemiológica deve ser análoga ou melhor à da UE; devem atender certas condições sanitárias na origem, no trajeto e no destino; e terão de agir com reciprocidade, ou seja, devem também aceitar a entrada de viajantes da UE.

* Versão para o Português: Andréa Prestes / Projeto Caminhos pelo Mundo.


Tu dirección de correo electrónico no será publicada.
Los campos obligatorios están marcados con *