Xacobeo 2021
Blogue

Conselhos para fazer o Caminho de Santiago en bici

Dicas para fazer o Caminho

Conselhos para fazer o Caminho de Santiago en bici

Compartilhar

  • Facebook
  • Twitter
16-06-2022

O Caminho de Santiago de bicicleta ganha adeptos ano após ano. Viajar por uma das Rotas Jacobinas em duas rodas é uma experiência completamente diferente da de percorrê-la a pé. E as dúvidas que surgem na hora de planejar o Caminho de Santiago de bicicleta também.

Bicicleta para asfalto ou (MTB) mountain bike? Melhor alforjes ou carretinha? É possível fazer o Caminho de Santiago de bicicleta em 10 etapas? Qual é melhor, o Caminho Francês ou o Caminho do Norte? Hoje reunimos as dúvidas mais frequentes e deixamos para vocês os melhores conselhos para fazer o Caminho de Santiago de bicicleta.

Que tipo de bicicleta devo levar para o Caminho de Santiago?

A bicicleta deve ser adequada para realizar o Caminho de Santiago de sua escolha. Você deve saber que boa parte das Rotas Jacobinas pode ser percorrida pelo asfalto, usando estradas próximas ao Caminho. Portanto, é possível fazer o Caminho com uma bicicleta para asfalto. Porém, se você quiser seguir a rota original do Caminho, o melhor seria uma (MTB) mountain bike com uma boa suspensão e um bom sistema de engrenagem. Para peregrinos mais profissionais, existem bicicletas híbridas, muitas delas adaptadas para o Caminho de Santiago, que permitem circular perfeitamente no asfalto e em terrenos mais acidentados.

Seja qual for a sua escolha, procure uma bicicleta que seja o mais leve possível, verifique o estado dos pneus e conheça sua manutenção básica, para poder resolver qualquer problema durante sua peregrinação a Santiago.

Qual Caminho de Santiago eu escolho?

O Caminho Francês é o mais popular, também de bicicleta. É um percurso bastante ciclável, embora tenha relevantes subidas como a da Cruz de Ferro de León ou a de O Cebreiro, já na Galicia. No entanto, é a mais movimentada, mais bem sinalizada e a mais abundante em serviços, o que a torna ideal para bicigrinos de primeira viagem.

Muitos dos peregrinos que decidem fazer o Caminho de Santiago de bicicleta optam pelo Caminho do Norte. A beleza deste itinerário é inegável, embora a sua dificuldade também o seja, pois combina zonas montanhosas com eventuais trechos de estrada. As preferidas pelos peregrinos – em termos de ciclabilidade – são o Caminho Português e a Via de la Plata, por apresentarem poucos declives e superfícies rodoviárias muito regulares. 

Em quantas etapas posso fazer o Caminho de Santiago de bicicleta?

É possível fazer o Caminho de Santiago de bicicleta em 10 etapas? Esta é uma das perguntas mais frequentes entre os bicigrinos de primeira viagem. E a resposta é: sim, é possível. Mas sempre é preciso considerar a condição física e como se quer viver a experiência. De Roncesvalles é possível percorrer o Caminho Francês, de bicicleta, em 10 etapas, embora em alguns dias a média seja de 100 km. Lembre-se que, para facilitar a logística, os Correios enviam a bicicleta diretamente da cidade escolhida ao ponto de inicio.

Para se ter uma ideia, um bicigrino normal viaja em média de 10 a 15 km/h e cerca de 60 ou 80 km/dia. Com essas medias, de Saint Jean Pied de Port a Santiago levaria cerca de 15 dias de bicicleta e cerca de 7 dias a partir de León. Se optamos por fazer o Caminho de Santiago do Norte, de bicicleta, a média seria de umas 20 etapas, enquanto o Caminho Primitivo poderia ser feito em uma semana. Se você quiser preparar com antecedência, o Caminho de Santiago de bicicleta, o wikiloc pode ser muito útil. E lembre-se, para obter a Compostela é necessário percorrer os últimos 200 quilômetros até Santiago.

O que levar para o Caminho de Santiago de bicicleta?

O que levar na mochila é a eterna questão do peregrino. Nosso conselho é sempre levar o essencial. No caso dos bicigrinos, seria necessário acrescentar uma série de assessórios, como capacete, roupa com tecido respirável e adaptada à bicicleta (bermuda, camisa e corta vento, por exemplo), calçado adequado para os pedais da bicicleta, alforjes, luz e refletores para você e para a bicicleta, e um pequeno kit de ferramentas, reparos e bomba de ar para pneu de bicicleta.

Lembre-se, também, de distribuir o peso de forma equilibrada entre os alforjes para evitar quedas e facilitar as subidas e descidas. Alguns bicigrinos também recomendam substituir os alforjes por uma carretinha. E lembre-se que se não quiser carregar peso, os Correos oferecem o Paq Mochila, o serviço de transporte de bagagem entre etapas, de alojamento em alojamento.

Qual a melhor época para fazer o Caminho de bicicleta?

Segundo as estatísticas da Oficina do Peregrino, a maioria dos bicigrinos opta por fazer o Caminho entre os meses de maio e setembro, para evitar as frequentes chuvas que ocorrem no resto do ano, especialmente nos trechos galegos. Nossa recomendação é evitar os meses mais severos do inverno, bem como os de pleno verão, já que as altas temperaturas podem se tornar nosso pior inimigo.

Onde dormir se fizer o Caminho de Santiago de bicicleta?

Se você optar por dormir em albergues públicos, saiba que – até às 20h – os caminhantes têm preferência ante os ciclistas. Os percursos mais populares, como o Francês ou o Português, oferecem muitas vagas de hospedagem e normalmente não costuma haver problema. No entanto, se quiser garantia, pode optar por albergues privados, nos quais não existe tal limitação, ou por qualquer hostel, pensão ou hotel nas localidades ao longo do Caminho.

Quando eu chegar a Santiago, o que faço com a bicicleta?

Ao chegar a Santiago de Compostela não deixe que sua bicicleta seja um problema. Você pode enviá-la de volta para a cidade de sua escolha com o Paq Bicicleta de Correos. Basta se dirigir ao escritório da Rúa do Franco, nº 4, a dois minutos a pé da Praça del Obradoiro, ou ao que está na Oficina del Peregrino e enviá-la. O nosso Paq Bicicleta inclui uma caixa adaptada à bicicleta, para que quase não tenha que desmontá-la, e um seguro expansível de 300 euros.

Esperamos que estes conselhos ajudem você na hora de planejar seu Caminho de Santiago de bicicleta. E se tiver mais alguma dúvida, não hesite em nos enviar nos comentários deste post, através das nossas redes sociais ou na seção Conselhos do Carteiro, onde os nossos carteiros vão te ajudar com as suas dúvidas. Buen Camino, bicigrinos!  

* Versão para o Português: Bia Leis – Buen Camino


Seu endereço de email não será publicado.
Os campos obrigatórios são marcados com *