Blogue

O Caminho de Santiago em uma semana: por onde começar

Dicas para fazer o Caminho

O Caminho de Santiago em uma semana: por onde começar

Compartilhar

  • Facebook
  • Twitter
24-11-2022

Fazer o Caminho de Santiago em uma semana é possível. Obter a Compostela percorrendo-o durante este período, também.

Se você tem apenas entre quatro e sete dias para se tornar um peregrino e aproveitar a magia do Caminho, não se preocupe.

Nós diremos quais são as opções disponíveis para você percorrer o Caminho de Santiago em uma semana - ou menos - e os lugares onde começar.

Caminho Francês de Sarria

O Caminho Francês é a mais popular rota jacobina. Atravessa o norte da Península desde Navarra ou Aragón até chegar a Santiago de Compostela, numa viagem que dura pelo menos um mês.

Se você tiver apenas uma semana, a opção mais popular entre os peregrinos é começar em Sarria (Lugo). De fato, Sarria é - segundo dados da “Oficina de Atención al Peregrino de Santiago” - o ponto de onde sai o maior número de peregrinos que percorrem o Caminho de Santiago.

A partir de Sarria, o peregrino percorre os últimos 114 quilómetros desta rota milenar, o mínimo necessário para obter a Compostela (documento que certifica ter feito a peregrinação a Santiago). São cinco as etapas desta viagem que se dá inteiramente em terras galegas e nas quais é possível descobrir algumas localidades de grande tradição jacobina, como a própria cidade de Sarria, além de Portomarín, Palas de Rei e Arzúa.

Você tem menos dias para fazer o Caminho de Santiago? Também é possível.

Como? Adicionando quilômetros a alguns dias. No entanto, se for a pé, recomendamos que faça o trajeto de Sarria a Santiago em, no mínimo, 4 etapas.

Essas etapas seriam:

Etapa 1. Sarria - Portomarín. 22 km

Etapa 2. Portomarín - Palas de Rei. 25,4 km

Etapa 3. Palas de Rei - Arzúa. 26,2 km

Etapa 4. Arzúa - Santiago de Compostela. 38,4 km

Como todo o Caminho Francês, a sinalização de Sarria a Santiago é excelente e o percurso permite descobrir os frondosos bosques galegos e a essência da sua paisagem rural.

Caminho Português de Tui

Puente-de-tui-camino-portugues

O Caminho Português é o segundo Caminho mais popular entre os peregrinos. Embora este roteiro se dê majoritariamente por terras portuguesas, a partir de Tui pode-se percorrer a parte final deste Caminho em 6 dias.

Serão pouco mais de 115 km, que permitirão ao peregrino receber sua Compostela ao chegar a Santiago. Com uma afluência significativa de caminhantes, uma sinalização perfeita e um bom número de alojamentos e serviços, o caminhante passará por áreas protegidas, vistas sobre a ria galega e vinhas ao longo de seis etapas que atravessam localidades como Tui, O Porriño, Redondela, Pontevedra, Caldas de Reis ou Padrón.

Este percurso entre Tui e Santiago de Compostela também pode ser feito em 5 etapas. Para fazer isso, você deve estender o primeiro dia de Tui a Mos e o segundo de Mos a Pontevedra. As três últimas etapas seriam as mesmas: Pontevedra-Caldas, Caldas-Padrón e Padrón-Santiago.

Caminho Inglês de Ferrol

Vista-de-Ferrol-En-El-Camino-Inglés

Uma semana é suficiente para percorrer o chamado Caminho Inglês, o itinerário percorrido pelos peregrinos europeus que chegavam por mar aos portos galegos. O peregrino pode iniciar o Caminho Inglês em Ferrol ou em A Coruña e de ambas as localidades obterá a Compostela quando chegar a Santiago.

São cinco etapas a serem percorridas a partir de Ferrol, descobrindo belos estuários, como Pontedeume e vilas históricas como Betanzos. Desde A Coruña serão apenas 3 etapas, que permitirão ao peregrino desfrutar das atrações oferecidas pela cidade hercúlea ou ter alguns dias para desfrutar de Santiago.

Caminho de Sanabrês de Ourense

Vista-de-ourense-ciudad-camino-sanabres

Se o que pretende é descobrir a autêntica paisagem rural galega, o Caminho Sanabrês de Ourense é o seu Caminho. Em uma semana é possível chegar a Santiago, já que são quatro etapas que separam a cidade de Las Burgas do túmulo do Apóstolo.

Com sinais e serviços menos abundantes do que em outros Caminhos - como o Francês ou o Português – mas, ainda assim suficientes, o Caminho de Sanabrês atravessa o interior das províncias galegas de Ourense, Pontevedra e A Coruña e permite descobrir um dos protagonistas da lenda jacobina, o Pico Sacro. Os vinhos, a gastronomia e o património artístico e cultural vão acompanhar a marcha dos que têm a sorte de fazer esta peregrinação.

Caminho Primitivo de Lugo

Em uma semana você também pode percorrer uma parte do Caminho Primitivo, uma das rotas jacobinas mais difíceis e bonitas. São 104 quilómetros – suficientes, portanto, para conseguir a Compostela - que partem da capital Lugo, onde o peregrino pode desfrutar da sua Muralha Romana, Património da Humanidade.

Ao longo de 4 etapas percorre-se o interior da Galícia, descobrindo localidades de grande tradição jacobina e gastronômica como Melide, famosa pelo seu bom polvo. As três últimas etapas se conectam com o Caminho Francês, acessando Santiago na companhia de um bom número de caminhantes e bicigrinos.

Caminho de Finisterra ou Muxía

Fisterra-fin-del-Camino-Fisterra-Muxia

Se você tem uma semana e quer viver a experiência do Caminho, Santiago pode ser o início em vez da meta, e Finisterra ou Muxía, o destino. O Caminho de Finisterra ou Muxía parte do túmulo do Apóstolo e aproxima-nos do chamado "Fim do mundo".

É um percurso de quatro ou cinco dias que tem vivido uma significativa revitalização nos últimos tempos, o que se traduz numa melhor sinalização e num maior número de alojamentos e serviços. Chegar a Finisterra é uma das experiências mais mágicas que o peregrino pode viver, apenas superada pela emoção de entrar na Praça do Obradoiro.

O Caminho de Finisterra ou Muxía também tem a sua própria Compostela: neste caso, a Fisterrana ou Muxiana, que credencia a peregrinação ao que os antigos chamavam de último canto conhecido da terra.

Estas são algumas das nossas recomendações se você tiver apenas uma semana para fazer o Caminho e quiser chegar a Santiago. No entanto, você deve saber que o Caminho começa e termina onde você quiser.

Porque o importante não é de onde se parte nem quanto tempo se tem, mas sim viver a viagem imerso nos verdadeiros valores do Caminho como a espiritualidade, a amizade ou a solidariedade. ¡Buen Camino!

* Versão para o Português: Bia Leis - Buen Camino: Assessoria Personalizada


Seu endereço de email não será publicado.
Os campos obrigatórios são marcados com *


});