Xacobeo 2021
16 km

Cerca de 120 km separam Tui de Santiago, um percurso que dividimos em seis etapas e com o qual o peregrino poderá obter a Compostela, o documento que prova que realizou a peregrinação. O rio Louro será o nosso companheiro de caminhada nesta etapa que liga Tui a O Porriño e que percorre sendas acessíveis e rodeadas de vegetação abundante e um ou outro troço de estrada.


Antigamente os peregrinos vindos de Portugal acediam à cidade de Tui cruzando o rio Minho em barco. No entanto, em 1884 foi construída a Ponte Internacional entre Valença (Portugal) e Tui (Espanha), que abriu uma passagem pedonal que centenas de peregrinos atravessam todos os dias desde então. A Ponte Internacional sobre o rio Minho é o ponto de partida do nosso Caminho Português até Santiago. Daqui dirigimo-nos ao porto tudense de Lavacuncas, donde antigamente desembarcavam os peregrinos, situado nas traseiras da atual pousada de turismo. 
Do velho porto, o itinerário dirige-se para o centro antigo onde poderemos admirar a Catedral de Santa Maria de Tui, o expoente artístico da cidade. Começou a ser construída no ano 1120, embora só tivesse sido consagrada em 1225, na época do rei Alfonso IX. A Catedral de Tui chama a atenção pelo seu aspeto de fortificação, especialmente pelas torres almenadas, tendo sido fundamental dada a importância estratégica de Tui como cruzamento e confluência de caminhos.
Na própria Catedral podemos adquirir a Credencial de Peregrino e obter o primeiro carimbo para a nossa Compostela (A Catedral de Tui abre as portas às 10h00, pelo que se não tiveres a Credencial, é recomendável levantá-la no dia anterior ao início do Caminho. A Catedral está aberta diariamente até às 20h00).


Se, para além da Credencial, quisermos uma recordação especial do nosso Caminho Português, podemos visitar o balcão da Correos de Tui (Rúa Martínez Padín, 12) e obter um Cartão do Caminho Português, um postal que marca o itinerário jubilar com as etapas e os carimbos correspondentes e os elementos distintivos das localidades de início e fim de etapa. Deste modo, os nossos colegas colocarão um carimbo postal especial da Rota Portuguesa sobre cada uma das etapas realizadas.


O centro histórico de Tui é o cenário dos passos seguintes do nosso Caminho Português. A sinalização é ótima, pelo que só é preciso descobrir e seguir as muitas setas amarelas estampadas nas paredes da cidade. Deixando para trás a Catedral, passamos diante do Município de Tui e rumamos ao Convento das Clarissas (século XV).
Após uma curiosa rua com abóbada, descemos até à rua Tide, onde se encontrava uma das portas da antiga muralha medieval. No fim da rua viramos à esquerda e começamos a caminhar pela Antero Rubín onde se encontra o Convento de São Domingo, interessante para o peregrino por alojar um pequeno Centro de Interpretação do Caminho Português para Santiago e no qual podemos conhecer, mediante diversos painéis informativos em vários idiomas, a relação estreita de Tui com a Rota Jubilar.

Saímos do centro histórico de Tui pela rua Bartolomeu
, onde, para além do coreto e de um cruzeiro tradicional, poderemos admirar a Igreja de São Bartolomeu de Rebordáns, do século VI.
Daqui seguiremos o itinerário da antiga Via Romana XIX, que ligava Braga a Astorga, passando por Lugo. Deixamos a igreja à esquerda para aceder a um caminho que passa ao lado de um lavadouro e de um parque de merendas. Depois de andarmos uns metros entre pequenas quintas de cultivo e de produção de kiwis, chegamos a um caminho asfaltado e à Ponte da Veiga sobre o rio Louro, de origem medieval. Aqui encontraremos uma escultura de um peregrino, junto à qual muitos caminhantes aproveitam para tirar uma fotografia.


Continuamos o nosso percurso por um caminho de terra agradável para encontrar mais adiante a um troço de estrada que vai até à N-550, que liga Tui a A Corunha. Cruzamos a estrada para entrar em Virxe do Camiño, onde o peregrino pode descansar na contemplação da pequena capela que abriga a imagem da Virgem do Leite, protetora das crianças e os peregrinos.
Daqui começamos um troço pela berma direita da estrada PO-342 (uns 2 km), para depois passarmos sobre a Autovia do Atlântico e, pouco mais de 1 km depois, sob a AP-9. No marco que assinala o quilómetro 109 viramos à direita e voltamos a entrar numa zona de floresta em plenas Gándaras de Budiño, um ecossistema protegido pela sua riqueza em flora e fauna. Cruzaremos o ribeiro San Simón pela Ponte das Febres, um lugar mágico, ideal para descansar e repor forças. Na época de grande afluência de peregrinos, poderemos encontrar uma banca para comprar bebida e comida.

Abrigados pela sombra e acompanhados por uma frondosa vegetação ribeirinha, chegaremos à aldeia de A Magdalena, na qual encontramos um café e um par de estabelecimentos que servem bebida e comida na época alta. Depois de passarmos por diante da igreja, saímos da paróquia de Ribadelouro, atravessando uma estrada depois de uma casa na qual instalaram umas máquinas de vending. No nosso caminho veremos um calvário formado por cinco cruzeiros e depois seguimos mais uma vez o curso do rio Louro por um itinerário plano e frondoso.

Chegamos agora a Orbenlle
, pertencente à paróquia de San Salvador de Budiño, integrada no Município de O Porriño. O lugar é inconfundível, pois aqui o artista Xai Oscar suspendeu dois quadros hiperrealistas, um do Pórtico da Gloria (2015) e outro de 2 m de altura em que aparece o rosto de um peregrino experiente (2017).

Precisamente aqui, a 150 m, o peregrino deve escolher por que troço do Caminho Português entrará em O Porriño: pelo que atravessa o polígono industrial e a N-550 ou por um desvio que segue o curso do rio Louro
, 580 m mais longo que o Caminho “oficial”, mas bem mais agradável.
Esta alternativa, recuperada pela Associação Galega dos Amigos do Caminho de Santiago, começa uns 300 m depois do ponto quilométrico 106.048 para Santiago. Em vez de continuarmos a direito, devemos ir por uma entrada do lado esquerdo.
O rio Louro volta a acompanhar-nos no nosso percurso manchado por vegetação abundante e por elementos típicos do património galego como as alpondras.  O itinerário atravessa a paróquia de San Xurxo de Mosende para depois cruzar uma alpondra conhecida como a “passagem de Botate” que termina num caminho de terra. Um trilho local abre-se diante de nós para nos levar à paróquia de Santiago de Pontellas, onde poderemos apreciar elementos tradicionais importantes como uma ‘cruz de mortos’ ou um cruzeiro.
Uma estrada local com faixa pedonal e para ciclistas conduz-nos ao caminho que segue o curso do rio Louro até ao Albergue de Peregrinos de O Porriño. A 300 m encontram-se vários albergues privados de peregrinos, bem como vários serviços: restaurantes, supermercados, lavandarias, etc.
Caso tenhamos escolhido o itinerário pelo polígono industrial de As Gándaras, teremos de atravessar a enorme reta desta zona industrial, de quase 3 km. Depois de passarmos a linha do comboio, o Caminho deixa-nos na N-550, onde começa uma nova reta interminável. Entramos em O Porriño pela rua Manuel Rodríguez para nos dirigirmos à ermida de São Sebastião e à capela de São Bento. Uns metros mais adiante divisaremos a igreja de Santa Maria e chegaremos à rua Ramón González, na qual se encontram os Paços do concelho. Daqui só será necessário atravessar as linhas do comboio e continuar a direito até chegarmos ao rio, onde se encontra o Albergue de Peregrinos. O mais destacável desta aldeia pontevedrina são as obras arquitetónicas de Antonio Palacio, arquiteto natural de O Porriño, nascido nos princípios do século XX e autor de obras tão destacadas em Espanha como o Edifício Telefónica de Madrid.
A sua obra mais importante em O Porriño é o edifício do Ayuntamiento, de estética muito similar a um castelo, a Fonte de Cristo ou um coreto que foi entrada do metro de Madrid. A rua principal, a Ramón González, é pedonal e nela encontraremos as características arcadas galegas. Nesta zona há numerosos bares e restaurantes nos quais repor as forças e descansar antes de retomar o Caminho a Santiago.

Como chegar a Tui

O aeroporto mais próximo de Tui é o de Peinador, em Vigo, com voos diretos de vários pontos da Península Ibérica e algumas cidades europeias. De Peinador partem os autocarros Vitrasa para o centro de Vigo. Se precisares de informação mais detalhada sobre como chegar a Tui para iniciar o Caminho Português, podes consultar esta entrada do nosso blogue na qual explicamos todas as opções.
O mais indicado é viajar até Vigo, onde chegam linhas das principais cidades espanholas como a linha da AvanzaBus (Madrid e Valência), da Alsa (Madrid-Barajas, Bilbau, Sevilha) ou da Vibasa (Barcelona, Bilbau). 

De Vigo podemos apanhar um autocarro para Tui na empresa ATSA (+0034) 986 610 255, com várias frequências diárias. Há outras ligações para Tui desde Pontevedra com a Monbus, desde O Porriño com a Empresa Ojea e com a Alsa desde A Guarda.
A estação de Tui fica em Guillarei, a 5 km de distância do núcleo urbano, ao que se chega depois de autocarro e táxi.  

Podemos viajar de Madrid (com comboios que passam por localidades como Segóvia, Medina del Campo, Zamora, Ávila, Valladolid, Palencia, León, Astorga, Ponferrada ou Ourense), de Barcelona (passando por Tarragona, Lleida, Saragoça, Logroño, Burgos, Palencia, León, Astorga, Ponferrada ou Ourense), de Alicante e de Bilbau. Toda a informação na Renfe e através do telefone (+0034) 902 320 320.

Existe igualmente um comboio Vigo-Porto, que também para na estação tudense, sendo possível consultar os horários para as duas cidades.
A Tui chega a autoestrada AP-9 de A Corunha, passando por Vigo. Também é possível viajar através da Autovia A-55, que enlaça com a A-52 para a Meseta. De Lisboa apanhe a A1 e do Porto a A3.

Conselhos do carteiro

O que ver e fazer em Tui

Mª José Uris
Mª José Uris Correos Tui

“Há muitas coisas para ver em Tui, o seu património monumental é espetacular. Antes de começar o Caminho de Santiago, é mais que recomendável dar uma volta por esta localidade histórica, que foi uma das sete províncias do antigo Reino da Galiza, e descobrir algumas das suas joias, como a Catedral ou o Museu e Arquivo Diocesano, que era um antigo hospital de peregrinos.

Se tivermos tempo, uma boa visita para fazer em Tui está a uns 4 km. Trata-se do Monte Aloia, um parque natural com umas vistas espetaculares de Portugal, das pontes sobre o rio Minho e de Tui.

Além da subida ao cimo do monte Aloia, outro conselho para usufruir de Tui é percorrer o seu passeio fluvial. Há zonas de descanso, muita tranquilidade e também esplanadas para beber algo antes de seguirmos o Caminho Português.”


O que ver e fazer em O Porriño

Demetrio Otero
Demetrio Otero Correos O Porriño

"O Porriño conta com uma zona pedonal na qual dar um passeio e contemplar o bonito edifício dos Paços do concelho. Trata-se de uma construção muito curiosa, nos anos 20 e obra do famoso arquiteto Antonio Palacios.

Este arquiteto nasceu em O Porriño e encarregou-se de projetos tão famosos como o Palácio das Comunicações de Madrid ou a Casa Matesanz, o primeiro edifício da Gran Via madrilena.

Uma escapadela recomendável em O Porriño é a visita às lagunas das Gándaras, na paróquia de Budiño. Esta zona pantanosa, criada pelo rio Louro, conta com muita vegetação aquática e é uma zona de criação para as aves migratórias.

Há um observatório com um centro de interpretação para o avistamento destas aves. Também há percursos pedestres pelo lugar, com os quais é possível descobrir os restos de assentamentos paleolíticos.”


Acomodações de Tui - O Porriño

Galeria de imagens

Vistas de Tui, inicio del Camino Portugués
Vistas de Tui, inicio del Camino Portugués
Puente Internacional de Tui, inicio del Camino Portugués
Puente Internacional de Tui, inicio del Camino Portugués
Catedral de Tui en la primera etapa del Camino Portugués
Catedral de Tui en la primera etapa del Camino Portugués
El pueblo de Tui, primera etapa del Camino Portugués
El pueblo de Tui, primera etapa del Camino Portugués
Palco de la Música de Tui, inicio del Camino Portugués
Palco de la Música de Tui, inicio del Camino Portugués
Pasaje en Tui, parte del Camino Portugués
Pasaje en Tui, parte del Camino Portugués
Salida de Tui, primera etapa del Camino Portugués
Salida de Tui, primera etapa del Camino Portugués
Iglesia Virgen del Camino, Camino Portugués
Iglesia Virgen del Camino, Camino Portugués
Cruz en Tui, primera etapa del Camino Portugués
Cruz en Tui, primera etapa del Camino Portugués
Peregrino en Tui, primera etapa del Camino Portugués
Peregrino en Tui, primera etapa del Camino Portugués
Flechas amarillas en Tui marcan el Camino Portugués
Flechas amarillas en Tui marcan el Camino Portugués
Señales en Tui indican el Camino Portugués
Señales en Tui indican el Camino Portugués
El Camino Portugués en su paso por el Río Louro
El Camino Portugués en su paso por el Río Louro
Peregrinos haciendo el Camino Portugués a caballo
Peregrinos haciendo el Camino Portugués a caballo
Ayuntamiento de O Porriño, primera etapa del Camino Portugués
Ayuntamiento de O Porriño, primera etapa del Camino Portugués
Reserva PAQ MOCHILA